sexta-feira, 28 de agosto de 2009

in Fidelidade

.


Permanecer fiel é amar verdadeiramente
por Francesco Alberoni


Uma emoção, para durar, também exige alguma vontade.
São os pactos de fidelidade que se fazem por tempo indeterminado.


Os casais modernos têm por base o enamoramento, que é exclusivo. A pessoa que amamos é a única que desejamos e nós somos os únicos que ela deseja. É por isso que os apaixonados são espontaneamente fiéis. Contudo, para poder durar, o amor exige uma intervenção da vontade. Os cônjuges e amantes fazem um pacto de fidelidade que os vincula por tempo indeterminado. É por isso que a fidelidade tem dois lados: um, espontâneo, que tem por base o desejo; o outro, assente no acordo, na instituição. Todas as religiões - cristã, judaica, islâmica - atribuem um peso preponderante ao pacto, à instituição.
A fidelidade pratica-se como qualquer outro imperativo moral.
Mesmo que muitos filósofos, como Rousseau, De Rougemont e Fromm desconfiem do amor e defendam que a relação de um casal deve basear--se mais na vontade do que no sentimento.Esta tese, se levada ao extremo, exclui o amor e concebe a fidelidade como pura obrigação. Assumiste o compromisso de seres fiel, que deves respeitar sempre e em qualquer circunstância. Evitarás as pessoas que possam influen- ciar-te negativamente. Não frequentarás ambientes promíscuos. Não te aproximarás de homens ou mulheres que te agradem e que possas desejar. Sufocarás à nascença os teus impulsos eróticos até ficares indiferente aos estímulos, até que os outros te sintam frio e distante. São em menor número aqueles que deram importância à fidelidade espontânea que nasce de um amor apaixonado. E, contudo, ela existe.Basta pensar no testemunho desta mulher: "Desde que te amo, sou feliz, o meu corpo renasceu, sinto novas emoções, prazeres nunca antes imaginados. É por isso que não quero esgotar nem estragar as magníficas sensações que me fazes sentir. Bastaria o simples contacto com outro homem para lhes contaminar irreparavelmente a pureza e a perfeição. Como uma gota de veneno que polui um jarro de água puríssima, como comer a maçã da árvore maldita no paraíso terreal."Na realidade, todos os homens e todas as mulheres possuem a capacidade de vivenciar uma intimidade amorosa que proporciona grande prazer e que precisa da fidelidade. Uma fidelidade desejada e procurada, que dá felicidade e que se torna hábito, sem qualquer esforço nem renúncia. É claro que é difícil de alcançar, mas é mais adequada ao nosso tempo do que a concebida como pura obrigação e imposição.



Pense com o coração com Alberoni às terças no i online: http://www.ionline.pt/conteudo/9865-permanecer-fiel-e-amar-verdadeiramente )



E quando a traição acontece?
Aqui está uma maneira original de lidar com a situação:


(mais em: http://www.ionline.pt/conteudo/20432-trai-minha-mulher-este-e-o-meu-castigo---video-)

3 comentários:

  1. Depois deste pequeno castigo ele sentiu-se, muito provavelmente, mais humilhado do que ela ao ser traída :D

    ResponderEliminar
  2. Por outro lado, ao expô-lo ela estava a expôr-se e a humilhar-se também, mais uma vez -talvez por isso dizem que ela lhe ligou e pediu para que ele interrompesse o "castigo".
    O que me lembra uma história fantástica que eu li algures e que era mais ou menos assim:
    Um daqueles homens que gostam de "cantar de galo" e humilhar a esposa públicamente -tentando mostrar-se superior perante os outros ou gabar-se das mulheres que o perseguem- estava a fazer uma das suas "performances" num jantar entre casais.
    Ao ver a esposa a abanar a cabeça com um ar contrafeito, diz-lhe: "Lá estás tu com cara de ciúmes !"
    E ela responde: "Na verdade estou é muito envergonhada porque toda a gente está a ver como eu me contentei com muito pouco, ao casar contigo !" lol

    Moral da história: nunca é tarde para ACORDAR, corrigir um erro (fruto da baixa auto-estima) e dar-se o valor que se merece.

    BrancaAurora

    ResponderEliminar
  3. ps- É claro que esta reflexão também vale para as mulheres que são infiéis ou estão sempre a humilhar os seus homens:
    Será que é ele que vale pouco ou é a mulher que tem uma postura indigna e a verdade é que ele merece uma mulher que lhe dê o verdadeiro valor ?!

    ResponderEliminar